A Serva de Deus Cunegonde Siwiec

CUNEGONDE SIWIEC

CARMELITA SECULAR

Cunegunda

 

 

PALAVRAS DE JESUS A CUNEGONDE

QUERO TER COMPAIXÃO.

ELA BROTA DA CRUZ.

A COMPAIXÃO BROTA DO AMOR.

Cunegonde Siwiec, chamada Kundusia, foi uma Carmelita secular da comunidade de Wadovice, Polónia, que morreu em 1955 com fama de santidade.

 Nasceu no dia 28 de maio de 1876, em Stryszawa (perto de Sucha Beskidzka), a penúltima de onze irmãos, numa família muito religiosa.

 No seio da família teve uma educação cristã e tornou-se uma moça bonita, enérgica, alegre e piedosa. Aos 21 anos, operou-se em Kundusia uma intensa conversão na recém-criada paróquia de S. Ana, em Stryszawa, graças ao apostolado do P. Bernard Lubienski, mudando os seus planos de vida para se dedicar exclusivamente ao serviço de Deus, não num convento, mas como leiga, levando uma vida normal.

 Por volta do ano 1902, terminou o curso de catequese e desde então ajudava na preparação de crianças, jovens e adultos para receberem os sacramentos e se aproximarem mais de Deus. Vendeu uma propriedade para ajudar a pagar os estudos de Joseph Czernecki, que foi para o seminário e foi ordenado sacerdote em 1922.

 Aspirando a uma maior perfeição religiosa, em 1923 entrou na Fraternidade do Menino Jesus, associada ao mosteiro das Carmelitas em Wadovice, e mais tarde na Ordem Terceira dos Carmelitas Descalços (agora Carmelo Secular), adoptando o nome de Teresa do Menino Jesus.

 Desde 1942, o P. Bronislaw Bartkowski, capelão das Irmãs da Ressurreição e director espiritual de Cunegonde, começou a anotar as suas Epifanias Espirituais, isto é, as conversas que ela tinha com Jesus, a Mãe de Deus e os santos.

 No outono de 1948, Cunegonde contraiu uma doença incurável, tuberculose óssea, que a reteve de cama até à morte. Morreu com fama de santidade, no dia 27 de junho de 1955, festa de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.

 Após a sua morte, o P. Bronislaw Bartkowski ordenou as suas anotações que foram publicadas pela editorial dos Carmelitas Descalços de Cracóvia (Publishing House of the Discalced Carmelite in Krakow), em 1995. Poucos anos mais tarde, as mesmas foram editadas em cassete áudio e o livro foi publicado novamente em 2008.

 Em maio de 2006, a mensagem teológica das suas Epifanias Espirituais foram investigadas por teólogos polacos de nome, num congresso científico especial. Tornaram-se objecto de análise na elaboração de teses de mestrado e doutoramento em algumas universidades polacas.

O processo de beatificação da Serva de Deus foi introduzido na Cúria Metropolitana de Cracóvia pelo Cardeal Stanislaw Dziwisz, arcebispo de Cracóvia, no dia 21 de dezembro de 2007, tendo como postulador da sua causa Stephen.

 No dia 1 de março de 2011, a Santa Sé publicou um decreto de validação do escrutínio diocesano para o processo de beatificação de Cunegonde Siwiec. A publicação do decreto é um passo de grande importância, pois significa que a investigação canónica levada a cabo entre 2007 e 2011 na Polónia, na Arquidiocese de Cracóvia foi considerada relevante. Deste modo começou na Cúria Romana o processo de glorificação da Serva de Deus.

 Em 2014, concluiu-se um filme biográfico sobre Cunegonde, intitulado «Uma Mística das Montanhas».

PALAVRAS DE JESUS A CUNEGONDE

REGISTADAS NO LIVRO

«O LUGAR DA MINHA MISERICÓRDIA E DESCANSO»

O meu Nome está escrito no teu coração. Conserva sempre o meu Nome na tua mente e nos teus lábios, porque pelo meu Nome ultrapassarás todas as coisas.

Minha filha, não há nada superior ao amor, que compensa todas as necessidades. Quando fazes tudo por amor, essas obras transformar-se-ão em amor e a vida tornar-se-á um acto de amor.

 Ama-Me com um amor de criança, confia em Mim como uma criança, acredita como uma criança, porque assim Me fazes feliz.

 Quero que as almas dos eleitos Me amem com o amor com que quero ser amado. Não porque é necessário para a minha felicidade, mas quero tornar felizes e partilhar a felicidade que Eu tenho no Pai e o Pai tem em Mim e no Espírito Santo.

 Eu quero almas generosas, elas fazem-Me feliz, porque Me ajudam a levar a cruz.

 Retribui-Me porque és minha escolhida. Eu sofro contigo, não tenhas medo de nada.

 

ORAÇÃO PARA A BEATIFICAÇÃO

DA SERVA DE DEUS CUNEGONDE SIWIEC

Deus misericordioso, que cuidais de todos, mesmo dos mais pequeninos, e cuidais especialmente das almas que se entregam a Vós, sede glorificado pelo humilde amor apostólico que despertastes na vossa serva Cunegonde. Que o seu exemplo de zelo pela salvação dos homens faça que muitos contribuam para a construção da Igreja com a sua oração, o seu trabalho e sofrimento diários. Por intercessão da vossa serva Cunegonde, concedei-me a graça que humildemente Vos peço e concedei-lhe a glória dos altares. Por Cristo nosso Senhor. Amém.

ORAÇÃO PARA ALCANÇAR HUMILDADE E CORAGEM

POR INTERCESSÃO DA SERVA DE DEUS CUNEGONDE SIWIEC

 Senhor Jesus Cristo, a vossa serva Cunegonde aprendeu que Vós sois o Deus da paz e que a vossa paz é um dom que ela deve guardar com humildade e coragem. Pela sua intercessão concedei-me a graça de adquirir as virtudes da humildade e coragem de modo que eu possa experimentar a verdadeira paz no meu coração mesmo no meio das minhas ocupações e adversidades. Vós que viveis e reinais pelos séculos dos séculos. Amém.

 

Deixe uma resposta