Novos Santos do Carmelo (IV)

Isabel da Trindade

O Papa Francisco autorizou hoje, no dia 4 de Março de 2016, a publicação do decreto relativo ao milagre atribuído à intercessão da Beata Isabel da Trindade (1880-1906), carmelita descalça de Dijon, na França.

Isabel Catez nasceu a 18 de Julho de 1880 no campo militar de Avor perto de Bourges. Manifestou muito cedo uma natureza ardente, extremamente sensível, pronta para a cólera. Soube vencer-se por amor. Entrou no Carmelo de Dijon aos 21 anos, e tornou-se a Irmã Isabel da Trindade. Artista, não cessou de se maravilhar do amor com que Deus a ama e de contemplar o mistério da Trindade que na terra faz a sua morada em nós. Ela quis ser em toda a sua vida «louvor de glória», isto é, desaparecer, perder-se, deixando-se invadir pela Trindade. Morreu a 9 de Novembro de 1906, com a doença de Addison, depois de grandes sofrimentos.

A sua oração Ó meu Deus Trindade que adoro deu a volta ao mundo.

O Papa João Paulo II, na sua homilia de Bourges, em 1980, mencionou-a entre aqueles e aquelas que exerceram «maior influência na sua vida». Beatificou-a em Roma a 25 de Novembro de 1984.

O Papa Francisco abriu ainda caminho à beatificação do carmelita descalço francês Padre Eugénio Maria do Menino Jesus (1894-1967), Fundador do Instituto Secular Notre-Dame de Vie.